Domingo, 18 de Janeiro de 2009

Vamos culpar o tempo ?

Querido Diário,

 

Hoje escrevo-te novamente.

Escrevo-te porque dentro de mim existe uma angústia enorme e necessito de transmiti-la através das minhas palavras, se o conseguir fazer.

Numa noite aconchegadora, eu peguei no telemóvel, fui directamente para a pasta das imagens e lá estava ele. O seu rosto, a sua beleza, o delinear dos seus lábios, o contorno do fundo mágico dos seus olhos.

As minhas pálpebras fecharam-se cobertas de lágrimas e adormeci no meu suspiro sufocante.

Bastou para eu recordar tudo durante o meu sono profundo.

Não preciso de mais dor, de mais mágoa, de mais desespero. Já chega !

Houve coisas que o meu coração não apagou apenas salientou.

E não, nunca esquecerei as palavras que me dizia depois duma óptima noite a conversar, ou da citação duma piada; daquela vez em que tinha estado uns meses ausente e dissera me que eu era a primeira pessoa com quem ele estava a falar, não, não esquecerei por muito que me magoe.

Proferiu umas palavras que me ficaram na memória: «nunca te vou esquecer» ...

Porque o disse se já me esqueceu ? É inexplicável, não tem nexo.

Vou confessar-te um segredo.

Quero beijá-lo e sentir o seu peito a tocar no meu.

Sim, podes me chamar tonta e estúpida mas foi apenas o que eu imaginei.

Não sei o que hei-de fazer mais, lutar e esperar é a única coisa que me resta.

Tenho tanto medo de o perder, penso que vou brincar às escondidas :x

 

E agora deixo cair uma gota gelada, sensivel e transparente do canto do meu olho.

 

 

 

P.S.: Não tenho tido cabeça para comentar os vosos blogs, desculpem :x

Música:: Far away - Nickelback
Publicado por Bia :) às 13:52
Link do post | Comentar :D | Adicionar aos favoritos *.*
1 comentário :
De M. :) a 18 de Janeiro de 2009 às 15:35
Tudo tem solução.
Vais conseguir querida, tanto seja esquece-lo como lutar por ele.


Comentar post

Sobre mim :)

Junho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


Favoritos

Querido (...)

Um Tempo Indefinido

Recordações #1

Bloco de notas.

Do avesso.

No Verão.

Os Lusiadas

Promessa de um amor etern...

E agora ?

Controlas.