Segunda-feira, 5 de Janeiro de 2009

Assim será.

Num tempo interminável, eu gritava por dentro no suspiro do silêncio.

Esperava e esperava com uma brisa suave a chocar contra o meu rosto.

Acreditei que ias regressar, acreditei que tudo ia ser o mesmo, sonhei com o dia em que me dizias um simples Olá.

Sempre vieste. Sem hesitar eu abri a tua janela e falei.

Algo estava errado, não eras o mesmo a falar, eu não era a mesma, ambos mudamos.

Tinha esperança que, independentemente dos factos, ainda podiamos voltar a reviver os diálogos hilariantes.

Enganei-me a mim própria. Nunca mais. Nunca mais voltaremos por me desprezares, por saberes que eu te amo, por saberes de tudo.

Magoaste-me.

Quero esquecer-te, mas preciso dum motivo com nexo para o fazer.

Mudaste a minha vida, mudaste o meu ser, remodelaste o meu mundo.

Por tudo o que passamos, por tudo o que ainda revivemos, eu ainda te amo como te amei há um ano e meio.

Direi Adeus ?

 

 

 

 

Sinto-me:: Magoada.
Música:: River Flows in You.
Publicado por Bia :) às 21:03
Link do post | Comentar :D | Adicionar aos favoritos *.*

Sobre mim :)

Junho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


Favoritos

Querido (...)

Um Tempo Indefinido

Recordações #1

Bloco de notas.

Do avesso.

No Verão.

Os Lusiadas

Promessa de um amor etern...

E agora ?

Controlas.